Voltar

30/07/2020 12:15

Secretária de Saúde apresenta dados do combate à COVID-19 aos vereadores

Marina de Oliveira participou da Comissão de Saúde nesta quarta-feira (29/7)

 

A secretária municipal de Saúde de Bragança Paulista, Marina de Oliveira, participou remotamente da Comissão de Educação e Cultura, Esporte, Saúde, Saneamento e Assistência Social, realizada na manhã desta quarta-feira (29/7). Atendendo solicitação dos vereadores, Marina trouxe informações atualizadas sobre o combate à Covid-19 no município e tirou dúvidas sobre os protocolos da pasta em relação à doença.

Dr.Claudio foi quem propôs a pauta aos colegas, iniciando a conversa com a secretária, ressaltou que o objetivo era ter uma conversa informal, que tirasse as principais dúvidas sobre o tema e ajudasse também os vereadores a levar respostas à população.

Marina apresentou os dados da Covid-19 nesta quarta-feira. "Hoje temos 1.556 casos confirmados, destes 966 estão recuperados, sem nenhum sintoma, o que equivale a 62%. Temos 554 casos em isolamento domiciliar, 10 pessoas confirmadas internadas e infelizmente 26 óbitos confirmados", iniciou.

A secretária destacou que o município tem investido na testagem da população, tanto a rápida quanto a sorológica, mas insistiu que "é importante que as pessoas com sintomas não queiram imediatamente fazer o teste, mas queiram se tratar". "Se fizerem o teste fora do momento oportuno pode ter falso negativo ou falso positivo. A coleta precisa ser extremamente bem feita. Na secretaria municipal de Saúde estabelecemos regras e protocolos muito claro nesse sentido", afirmou.

Marina detalhou que o munícipe que passa pela UPA ou Santa Casa apresentando os sintomas será testado 15 dias após este primeiro contato com a equipe de Saúde. "Colocamos esse prazo porque os anticorpos só se manifestam a partir do 7º dia. Também para que a pessoa não transmita o vírus para ninguém, preservando-a em isolamento para que não transmita a doença. Há um regramento com base nos protocolos do Ministério da Saúde Estadual e Federal", disse.

Dr. Claudio questionou se os familiares são testados logo que recebido o resultado positivo do paciente. A secretária informou que os que vivem na mesma casa sim, mas em caso de apenas ter tido contato próximo é feita a observação para avaliar se a pessoa desenvolve algum sintoma ou não.

A prevenção foi o destaque na fala da secretária, que citou casos em que pessoas contaminadas não transmitiram a doença no ambiente de trabalho, mesmo tendo contato com outros funcionários. "Se nos mantivermos atentos, com máscara, uso de álcool em gel, a transmissão será muito difícil de acontecer. Vemos um relaxamento das medidas preventivas, isso que facilita a transmissão", afirmou.

O presidente da Comissão, José Gabriel, perguntou como devem agir grandes empresas no caso de um funcionário que testa positivo. A secretária comentou que muitas empresas têm feito a testagem em seus funcionários e seguido protocolos próprios passados pela secretaria de Saúde. As respostas sobre as testagens também tem sido informadas à Administração. "As empresas de grande porte tem protocolos bem estabelecidos, mas, como disse, apenas o contato de trabalho não transmite. O que pode facilitar a transmissão é o descuido no uso da máscara e na higienização das mãos com álcool em gel", frisou.

Marina destacou que a Secretaria de Saúde está a disposição para sanar dúvidas de empresas e da população sobre a Covid-19, para isso disponibilizou uma Central de Atendimento ao Público, por meio do telefone 0800-5800678. O serviço está em funcionamento desde o fim de março, com atendimento de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 17h.

Questionada sobre os leitos disponíveis, a secretária informou que no SUS há 33 leitos de UTI disponíveis para os 11 municípios da região bragantina. Os leitos estão divididos no Hospital Bragantino (10), HUSF (10) e Santa Casa (13). "Os leitos do HUSF são novos, tem contrato direto com o Governo de Estado. A Santa Casa tem uma UTI nova e antiga, que recuperaram agora. Ficamos com a UTI nova que possui quartos individuais, o que é melhor no tratamento da Covid. Hoje nossa ocupação hospitalar está em 75,7%, o que é bom para nós. Estamos melhorando a ocupação", disse. Já os leitos de enfermaria chegam a 30, sendo 10 no Hospital Bragantino e 20 na Santa Casa. Os leitos clínicos chegam hoje a 76,7% de ocupação. A secretária também informou que com a separação das UTIs na Santa Casa, as cirurgias eletivas voltarão a ser realizadas.

Dr. Claudio encerrou o tema da pandemia alertando que muitas pessoas se assustam com os números de Bragança, mas eles refletem o fato do município estar investindo na testagem, o que foi confirmado pela secretária.

Além das informações sobre a Covid-19, a comissão também quis saber sobre a entrega de bolsas e bases de ileostomia e colostomia, pois munícipes haviam questionado a entrega destes insumos. Marina detalhou que estes materiais são cedidos pelo Estado, porém, com os problemas na entrega, a Prefeitura já se mobilizou para compra.

 

Matérias em trâmite

Após a conversa com a secretária, os vereadores deliberaram os pareceres favoráveis a quatro matérias. Antonio Bugalu foi o relator do projeto de lei 26/20, do prefeito Jesus Chedid, que estabelece normas de segurança para funcionamento das agências bancárias no município.

Dr. Claudio foi o relator da moção 24/40, do vereador Claudio Moreno. A proposta pede ao Executivo estudos visando a implantação de academia ao ar livre na área verde da Rua dos Limoeiros, no Jardim Águas Claras.

João Carlos Carvalho foi o relator da moção 25/20, do vereador Natanael Ananias. A matéria pede ao Executivo a revitalização do Miniciles Nillo Luiz de Oliveira, na Cidade Planejada II.

Encerrando a pauta, Natanael Ananias emitiu seu parecer favorável à moção 26/20, do vereador Sidiney Guedes. A moção manifesta apoio do Legislativo ao Projeto de Lei n° 1420/2015, de autoria do Deputado Federal Ricardo Izar, que dispõe sobre a garantia de entrada franca em eventos culturais à pessoa com deficiência e dá outras providências.

Composta pelos vereadores José Gabriel Cintra Gonçalves (presidente), Antonio Bugalu (vice), Dr. Claudio, João Carlos Carvalho e Natanael Ananias, a Comissão volta a se reunir na quarta-feira (5/8), às 10h, na Câmara Municipal. Os trabalhos podem ser acompanhados pela internet, no site do Legislativo Municipal, canal no Youtube e página no Facebook.

 

Fonte: Câmara Municipal de Bragança Paulista


← Voltar